ArtigosArtigos ExternosThe Sims 2

O Legado do The Sims 2: Como o Jogo Ajudou a Criar Contadores de Histórias

Segunda geração do The Sims inspirou jogadores a criarem suas próprias histórias.

Se tem uma coisa que é consenso quase que geral entre toda a comunidade Simmer é que o The Sims 2 é um dos melhores jogos da franquia The Sims já criado até hoje, se não o melhor. O jogo foi responsável por abranger a vida dos seres virtuais em um mundo completamente 3D e fez isso com maestria, adicionando mais profundidade às histórias dos Sims. E é sobre histórias que se trata esta matéria.

A jornalista Petrana Radulovic compartilhou um artigo sensacional no Polygon falando sobre as histórias do The Sims 2 e sua influência em sua vida como escritor. Confira!

Os contadores de histórias do The Sims 2 me mostraram como ser um escritor melhor.

A série The Sims sempre foi uma experiência totalmente flexível: você quer arruinar a vida dos seus Sims ou ajudá-los a florescer? Deseja criar uma família de sucesso ou construir mansões luxuosas? Dependendo do tipo de jogador que você é, os jogos do The Sims podem ser usados ​​para muitas coisas diferentes.

Para mim, os jogos do The Sims – especificamente o The Sims 2 – são uma maneira fantástica de contar histórias.

Uma grande parte do The Sims 2, destacada no manual de jogabilidade e nos tutoriais, foi a capacidade de contar histórias. Os jogadores foram incentivados a criar suas próprias histórias para publicarem no site oficial (agora extinto) do The Sims 2. Enquanto alguns jogadores usavam seus próprios Sims para contar suas próprias histórias originais, muitos outras foram criados com base no cânone preexistente do jogo.

O Legado The Sims 2 Como Jogo Ajudou Criar Contadores de Histórias

O The Sims 2 expandiu o mundo do The Sims 1, avançando no tempo 25 anos e adicionando mais duas vizinhanças. A Maxis contou breves histórias de fundo para as famílias pré-feitas do jogo anterior e sugeriu coisas ainda mais profundas nas fotos incluídas nos álbuns de histórias de cada vizinhança.

Mas a coisa mais brilhante que o desenvolvedor fez foi não explicitar os segredos de todos os personagens.

Tome como exemplo a sim icônica Laura Caixão. No The Sims 2, uma das grandes histórias abrangentes em Belavista é o desaparecimento de Laura. Há dicas sobre isso espalhadas pelas memórias das famílias pré-feitas e pelos álbuns de fotos incluídos; entre eles estão as memórias de sua família sobre um sequestro alienígena (isso acontece com os Sims no jogo, mas eles sempre retornam) e a memória do garanhão da cidade, Don Lotário, de ser rejeitado por ela. Mas não há nada que explique especificamente o que aconteceu ou o que acontecerá com Laura.

O Legado The Sims 2 Como Jogo Ajudou Criar Contadores de Histórias

No entanto, Laura na verdade não saiu completamente do universo do The Sims. Talvez o mais estranho é que ela aparece vagando por outro bairro do jogo como um NPC. No The Sims 2, a jogabilidade entre as vizinhanças era impossível sem o uso de mods, mas os jogadores rapidamente fizeram a missão de reunir todas as coisas no jogo.

Se isso não funcionasse, todos compartilharíamos nossas próprias versões de como isso aconteceu. Poderíamos seguir as pistas do jogo com cuidado, usá-las como inspiração, ou simplesmente jogá-las ao vento e criar nossas próprias histórias.

Essas histórias originais dos Sims são como fanfics, mas com algumas diferenças importantes. Por um lado, eles são informados com palavras escritas e capturas de tela. Não existe um modo de história definido nos jogos do The Sims, que permite que qualquer interpretação seja considerada “canônica”. É claro que isso pode levar a muitos obstáculos – a garota má Lilith dos Prazeres secretamente sendo mal compreendida, enquanto sua gêmea boazinha era na verdade uma cadela furiosa. A filha de Laura Caixão, Cassandra, sendo irremediavelmente alheia à traição de seu noivo; os gêmeas femme fatale Caliente se tornam mentoras do mal – mas à medida que a população evoluiu, também evoluíram esses clichês, que se tornaram mais subversivos.

O Legado The Sims 2 Como Jogo Ajudou Criar Contadores de Histórias

Por exemplo, Dina Caliente, muitas vezes vilã  que estava por trás do desaparecimento de Laura, encontrou uma nova vida como uma Cinderela oportunista em uma história. Em breve, interpretações mais suaves dela se expandiram pela comunidade de histórias do The Sims.

Tudo isso aconteceu fora do jogo e a internet foi crucial. The Sims 2 não foi o primeiro jogo da franquia The Sims a cultivar esse tipo específico de narrativa, nem seria o último, mas chegou a um ponto crucial da cultura da Internet. Fóruns específicos estavam dando lugar a sites mais amplos, como o LiveJournal e o WordPress. Em vez dessas histórias ficarem enterradas nos tópicos dos fórum, elas agora eram selecionadas por conta de cada indivíduo. O LiveJournal foi especialmente um centro para isso, pois mantinha seções de comentários semelhantes a fóruns, mas tinha mais páginas de usuários semelhantes a blogs. Os jogadores de The Sims podem compartilhar suas histórias e interpretações do mundo Sim com facilidade e receber feedback de outros fãs.

O ano em que comprei o The Sims 2 também foi o ano em que comecei a ficar online, e rapidamente descobri e me apaixonei por essas comunidades de histórias. Através delas, eu encontrava jogadores que escreviam blogs sobre quais detalhes eles pegaram nos jogos e quais eram suas interpretações; quais detalhes eles deixaram de fora; e quais as histórias conturbadas que eles tentaram consertar (enquanto algumas são brilhantes, há definitivamente muitas inconsistências no The Sims 2 ). Isso ofereceu insights para uma parte do processo de escrita que impressiona muitas pessoas: ver como as idéias, às vezes as mesmas, passam para uma história final única.

Testemunhar essa paixão me inspirou. Eu nunca contribuí com meu próprio conteúdo, mas segui essas histórias e contas do LiveJournal, esperando ansiosamente pelas próximas atualizações. Eu li sobre outras idéias que os jogadores tinham que queriam incluir em suas histórias, transformando a mecânica de jogo em dramas ainda mais profundos, com suas interpretações dos personagens e suas identidades. Eu li sobre suas colaborações com outros escritores, as idéias que eles lançaram e formaram juntos. E li sobre o bloqueio de escritores e os problemas da vida real que atrapalharam as atualizações de suas história. Todas eram lições valiosas para serem tiradas quando eu era uma jovem escritora, dando-me uma visão íntima do processo de escrita que eu nunca havia conseguido antes.

Esses Simmers ávidos passaram do LiveJournal para o Tumblr, e agora, do The Sims 2 para o The Sims 3 e depois para The Sims 4. Afinal, ficou mais difícil de reproduzir jogos antigos como o The Sims 2 em um computador atualizado.

por Petrana Radulovic

Fonte
Polygon
Tags

SimsTime

Depois de surfar uma onda de plumbobs e conversar com uma lhama no ShangSimla, este que vos fala está mais do que preparado para mantê-los informados sobre todas as novidades do mundo Simmer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar